Sedução


Com o tempo aprendi o significado da sedução. Muito além de interesse sexual, libidinoso está o real significado, real percepção.

É um jeito, uma postura, uma atenção diferente. É o conduzir um momento, um pensamento. É encantar um momento que seria outro qualquer, é significar, marcar. É se fazer presente e mesmo distante presente se tornar. É fazer-se lembrar. É dar vida, ser vivo. É mostrar o mundo como nunca se viu, é dele tirar o vazio. É brilhar em um momento comum. Olhar dentro, respirar, estar. É ser denso, intenso. É envolver em sua energia, vibrar de alegria. É mostrar paixão pela vida, amor por quem se ama. Isso também encanta.

Aprendi também que o rumo disso tudo é incerto, ambíguo, nem sempre compreendido. E é uma força que de repente explode, toma, arrebata.

E nada assim é o querer, é somente o ser.

Dói o sofrimento, o alheio, o pior. Fruto de um desentendimento.

Encanta o diferente, o próprio, o original, o singular. Torna-se objeto de desejo, mesmo de manipulação ou aproximação. Desvendar o que parece diferente, intrigante pode se tornar obsessão. Fruto da sedução.

Histórias se cruzam tortamente por causa de coisas assim, tudo tão ruim. Não desejo seduzir o mundo. Quero amar, ser amado e seduzir sim, por toda vida, uma só. É tudo.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Texto Livre. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s