O que Ainda não Era


Já era meu irmão,

também filho, tio,

cunhado, já era.

 

Era neto, sobrinho,

primo…

já era primo de muitos.

 

Era camarada, companheiro,

era amigo.

Mas ainda não bastava.

 

Era ainda necessidade,

vida, saudade.

Tudo isso era, mas ainda

algo faltava.

 

Um dia veio,

nada disse.

Um dia se manifestou.

Alegria!

 

E assim,

o que era vazio se encheu,

o que era falta tornou-se presença,

o que era saudade foi encontrado,

e o que ainda não era, se tornou: pai.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Texto Livre. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s