Arquivos Mensais: Setembro 2014

Paredes que se Abrem


Entre aposentos caminhava. Saía quarto, entrava sala, pela varanda passava. Uma luz aqui acendia, outra ali apagava. Por seus passos transpunha portas e por eles o relógio andava. Horas e horas eram testemunhas de tantas lembranças que guardava. O assoalho … Continuar a ler

Publicado em Texto Livre | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário

Dama de Copas


Rebelde é a soberana clara dama que nem mesmo seus pensamentos sequer doma. Transgressores dos limites quaisquer que se perceba, que em em denso turbilhão do ego se perde. Qual de certo seria aquela de copas, trazendo um coração estampado … Continuar a ler

Publicado em Texto Livre | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Vaga o Vago


Soberba pessoa de tão limitada posse. Limite pequeno ao que caber poderia o estreito pensamento. Vagos clarões de submersas intenções e poucas linhas de tecido comido.   Pobre o ponto de grande remendo. Leigo o curador de intensa dor. Escasso … Continuar a ler

Publicado em Texto Livre | Etiquetas , , | Publicar um comentário

Sérvia Senhora


Servo daquela sérvia senhora seria. De sua própria vontade, de seu profundo intento, de seu pleno direito e consciente consentimento.   Outrora vinda de casas outras traz consigo ainda legados tortos de memórias toscas.   Do seu inverno, fria. De … Continuar a ler

Publicado em Texto Livre | Publicar um comentário